Human chronic lymphocytic leukemia: immunohistochemical staining for Geminin. Note intense nuclear staining of proliferating neoplastic cells. Geminin: clone EM6

Geminina

geminin

Informações do antígeno

A geminina é uma proteína de 209 aminoácidos que se pensava estar envolvida no controle da replicação de DNA através da interação com Cdt1. A geminina não é encontrada na fase G1 do ciclo da célula, mas se expressa primeiramente na fase de transição de G1 para S, com os níveis de expressão subindo durante o resto do ciclo celular e os mesmos chegando ao máximo durante a mitose.

Chegou a ser proposto que a geminina fosse uma proteína supressora de tumores. Relata-se a expressão da geminina em linfócitos em proliferação e em células epiteliais, por exemplo, centros germinais em amígdalas e no cólon, espermatócitos, túbulos seminíferos dos testículos, dentro das camadas basais do epitélio escamoso da pele e da mama.

Observa-se a supra-regulação da geminina em cânceres como o linfoma não Hodgkins, linfoma das células B, carcinoma de mama e carcinoma de cólon.

  • This item replaces GEMININ-L
    GEMININ-L-CE
    Checar Disponibilidade
    1ml NCL-L-Geminin
    EM6
    Liquid Concentrate
    P (HIER)

Especificaç÷es de Produtos

Especificaç÷es de Produtos

GEMININ-L-CE
Specialized
EM6
Liquid Concentrate
No
P (HIER)
Mono
Mouse
In Vitro Diagnostic Use
1ml

Documentos

Documentos

Recursos

Recursos

Informações do antígeno

A geminina é uma proteína de 209 aminoácidos que se pensava estar envolvida no controle da replicação de DNA através da interação com Cdt1. A geminina não é encontrada na fase G1 do ciclo da célula, mas se expressa primeiramente na fase de transição de G1 para S, com os níveis de expressão subindo durante o resto do ciclo celular e os mesmos chegando ao máximo durante a mitose.

Chegou a ser proposto que a geminina fosse uma proteína supressora de tumores. Relata-se a expressão da geminina em linfócitos em proliferação e em células epiteliais, por exemplo, centros germinais em amígdalas e no cólon, espermatócitos, túbulos seminíferos dos testículos, dentro das camadas basais do epitélio escamoso da pele e da mama.

Observa-se a supra-regulação da geminina em cânceres como o linfoma não Hodgkins, linfoma das células B, carcinoma de mama e carcinoma de cólon.

Recently Viewed

View All