Human large bowel: immmunohistochemical staining for Villin. Note cytoplasmic staining of the epithelial cells. Villin: clone CWWB1

Vilina

villin

Vilina e as proteínas estruturalmente relacionadas da gelsolina, fragmina e severina, todas regulam a estrutura e montagem da actina.

A Vilina é única entre estas proteínas por sua capacidade de ligação cruzada com os filamentos de actina em fascículos, um processo observado somente com uma baixa concentração de Ca2+.

A Vilina é composta de três domínios. Os primeiros dois domínios são homólogos e o terceiro domínio é chamado de cabeça. Esta região da cabeça está localizada no terminal-C.

A Vilina é principalmente produzida pelas células epiteliais que desenvolvem uma borda estriada.

As células que produzem vilina são relatadas serem encontradas tanto nas células epiteliais da mucosa intestinal e vesícula biliar quanto nas células epiteliais dos túbulos proximais do rim e ductos eferentes dos testículos.

Entretanto, a vilina é também relatada ser encontrada em alguns epitélios que carecem de borda estriada, mas que são derivados do intestino embrionário tais como as células ductais do pâncreas exócrino e células biliares do fígado. Nestes tipos de células, a vilina está concentrada no citoplasma apical.

Células epiteliais da mucosa intestinal são continuamente renovadas e isto envolve uma migração destes tipos de células das criptas intestinais para as pontas da vilosidade, adquirindo gradualmente seu fenótipo diferenciado conforme o fazem. A produção máxima de vilina ocorre na base das vilosidades.

A Vilina, então, mostra uma expressão específica de tecido estando restrita a certos epitélios e seus domínios apicais, indicando assim a sua polaridade.

A perda morfológica de polaridade das células epiteliais do cólon é relatada ser um dos indicadores mais significativos da displasia ou neoplasia.

  • VILLIN-L
    1ml NCL-L-VILLIN
    CWWB1
    Liquid Concentrate
    F; P (HIER); W
    Checar Disponibilidade

Especificaç÷es de Produtos

Especificaç÷es de Produtos

VILLIN-L
Gastrointestinal Pathology
CWWB1
Liquid Concentrate
No
F; P (HIER); W
Mono
Mouse
Research Use Only
1ml

Documentos

Documentos

Recursos

Recursos

Vilina e as proteínas estruturalmente relacionadas da gelsolina, fragmina e severina, todas regulam a estrutura e montagem da actina.

A Vilina é única entre estas proteínas por sua capacidade de ligação cruzada com os filamentos de actina em fascículos, um processo observado somente com uma baixa concentração de Ca2+.

A Vilina é composta de três domínios. Os primeiros dois domínios são homólogos e o terceiro domínio é chamado de cabeça. Esta região da cabeça está localizada no terminal-C.

A Vilina é principalmente produzida pelas células epiteliais que desenvolvem uma borda estriada.

As células que produzem vilina são relatadas serem encontradas tanto nas células epiteliais da mucosa intestinal e vesícula biliar quanto nas células epiteliais dos túbulos proximais do rim e ductos eferentes dos testículos.

Entretanto, a vilina é também relatada ser encontrada em alguns epitélios que carecem de borda estriada, mas que são derivados do intestino embrionário tais como as células ductais do pâncreas exócrino e células biliares do fígado. Nestes tipos de células, a vilina está concentrada no citoplasma apical.

Células epiteliais da mucosa intestinal são continuamente renovadas e isto envolve uma migração destes tipos de células das criptas intestinais para as pontas da vilosidade, adquirindo gradualmente seu fenótipo diferenciado conforme o fazem. A produção máxima de vilina ocorre na base das vilosidades.

A Vilina, então, mostra uma expressão específica de tecido estando restrita a certos epitélios e seus domínios apicais, indicando assim a sua polaridade.

A perda morfológica de polaridade das células epiteliais do cólon é relatada ser um dos indicadores mais significativos da displasia ou neoplasia.

Recently Viewed

View All