Human mesothelioma: immunohistochemical staining for Mesothelin. Note intense membrane staining of tumor cells. Mesothelin: clone 5B2

Mesotelina

mesothelin

Informações do antígeno

A mesotelina é uma glicoproteína ligada a glicosilfosfatidilinositol (GPI) de 40 kD presente na superfície de células mesoteliais, mesoteliomas, cânceres de ovário epiteliais, e alguns carcinomas de células escamosas.

Ela é sintetizada como um precursor de 69 kD, o qual é enzimaticamente processado na forma secretada de terminal N de 30 kD e na forma presa à membrana ligada a GPI de 40kD.

A forma secretada é idêntica ao fator potenciador de megacariócito, mas é a forma presa à membrana ligada a GPI que tem gerado interesse. Mesotelina é abundantemente expressada no rim e em ocasionais células epiteliais da traqueia, amígdala e trompa de Falópio.

A função da mesotelina é incerta mas ela pode ter um papel na adesão celular. Relata-se que a mesotelina é abundante nas células mesoteliais normais das quais, mesoteliomas malignos e cistoadenocarcinomas de ovários são derivados.

  • MESO-L-CE
    Checar Disponibilidade
    1ml NCL-L-MESO
    5B2
    Liquid Concentrate
    P (HIER)
  • PA0373
    Checar Disponibilidade
    7ml Mesothelin Bond RTU Primary
    5B2
    BOND RTU
    P (HIER)

Especificaç÷es de Produtos

Especificaç÷es de Produtos

MESO-L-CE
Lung Pathology
5B2
Liquid Concentrate
No
P (HIER)
Mono
Mouse
In Vitro Diagnostic Use
1ml
PA0373
Lung Pathology
5B2
BOND RTU
No
P (HIER)
Mono
Mouse
In Vitro Diagnostic Use
7ml

Documentos

Documentos

Recursos

Recursos

Informações do antígeno

A mesotelina é uma glicoproteína ligada a glicosilfosfatidilinositol (GPI) de 40 kD presente na superfície de células mesoteliais, mesoteliomas, cânceres de ovário epiteliais, e alguns carcinomas de células escamosas.

Ela é sintetizada como um precursor de 69 kD, o qual é enzimaticamente processado na forma secretada de terminal N de 30 kD e na forma presa à membrana ligada a GPI de 40kD.

A forma secretada é idêntica ao fator potenciador de megacariócito, mas é a forma presa à membrana ligada a GPI que tem gerado interesse. Mesotelina é abundantemente expressada no rim e em ocasionais células epiteliais da traqueia, amígdala e trompa de Falópio.

A função da mesotelina é incerta mas ela pode ter um papel na adesão celular. Relata-se que a mesotelina é abundante nas células mesoteliais normais das quais, mesoteliomas malignos e cistoadenocarcinomas de ovários são derivados.

Recently Viewed

View All