Human liver: immunohistochemical staining for CD13. Note staining of the bile canniculi. CD13: clone 38C12

CD13

cd13

Informações do antígeno

O antígeno CD13, também conhecido como aminopeptidase N, é um membro das metaloproteases de membrana integral tipo II, que também inclui os antígenos de leucócitos CD10, CD26, CD73 e BP-1.

O antígeno CD13 é um receptor para os coronavírus, que causam doença respiratória em humanos e várias espécies animais. As antígeno funciona como uma metaloprotease de ligação ao zinco, que desempenha um papel na apresentação de antígeno de superfície celular por aparamento dos aminoácidos N-terminais desde peptídeos unidos a MHC de classe II.

O antígeno CD13 foi relatado como expresso nos granulócitos, monócitos e seus precursores, na maioria das leucemias mieloides agudas e uma menor proporção de leucemias linfoides agudas.

As células não-hematopoiéticas que expressam o antígeno CD13 incluem células epiteliais, túbulos proximais renais, borda cuticular intestinal, células endoteliais, fibroblastos, células do cérebro, medula óssea, osteoclastos e células que revestem os canalículos biliares.

  • CD13-304-L-CE
    Checar Disponibilidade
    1ml NCL-L-CD13-304
    38C12
    Liquid Concentrate
    P (HIER)
  • PA0304
    Checar Disponibilidade
    7ml CD13 (38C12) Bond RTU Primary
    38C12
    BOND RTU
    P (HIER)

Especificaç÷es de Produtos

Especificaç÷es de Produtos

CD13-304-L-CE
Hematopathology
38C12
Liquid Concentrate
No
P (HIER)
Mono
Mouse
In Vitro Diagnostic Use
1ml
PA0304
Hematopathology
38C12
BOND RTU
No
P (HIER)
Mono
Mouse
In Vitro Diagnostic Use
7ml

Documentos

Documentos

Recursos

Recursos

Informações do antígeno

O antígeno CD13, também conhecido como aminopeptidase N, é um membro das metaloproteases de membrana integral tipo II, que também inclui os antígenos de leucócitos CD10, CD26, CD73 e BP-1.

O antígeno CD13 é um receptor para os coronavírus, que causam doença respiratória em humanos e várias espécies animais. As antígeno funciona como uma metaloprotease de ligação ao zinco, que desempenha um papel na apresentação de antígeno de superfície celular por aparamento dos aminoácidos N-terminais desde peptídeos unidos a MHC de classe II.

O antígeno CD13 foi relatado como expresso nos granulócitos, monócitos e seus precursores, na maioria das leucemias mieloides agudas e uma menor proporção de leucemias linfoides agudas.

As células não-hematopoiéticas que expressam o antígeno CD13 incluem células epiteliais, túbulos proximais renais, borda cuticular intestinal, células endoteliais, fibroblastos, células do cérebro, medula óssea, osteoclastos e células que revestem os canalículos biliares.

Recently Viewed

View All